IMG_1967

Passou (mais) um ano e o tempo continua a ser incapaz de curar.

Malditas saudades que ainda doem…Tanto!

Resta o consolo de que, se o tempo não é capaz de apagar a dor, é porque são marcas que ficaram tatuadas na alma e são já parte do que somos.

Este ano foi o Didi que teve uma óptima ideia: “mãe, compramos bilhetes para o circo e quando vier o mágico, interrompemos o circo e pedimos para ele fazer uma avó Nela de verdade, igualzinha à da mãe”!

Seria tãaaaao bom!!!

Mas como disse o Manel, e bem: “não podemos interromper o circo a meio do espectáculo”!

Resta-nos esperar que, no fim do “espectáculo”, nos voltemos a encontrar a encontrar todos.

mary

Mary – esta personagem que me permite soltar a minha veia de “jogador da bola” e falar na terceira pessoa! – mas cada vez mais tenho procurado abolir os rótulos da minha vida. Posso acrescentar, ainda assim, que a Mary é uma mulher na (fabulosa!) casa dos 30, mãe convicta de dois filhos que ama de paixão e com uma profissão que lhe dá imenso gozo.

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.